sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

Construa autoridade na internet ou ela te devora

Ninguém tem dúvida que a internet está absolutamente inserida em tudo na nossa vida. O que era feito no passado de maneira analógica, está tudo lá. Este texto mesmo, levaria pelo menos 24 horas entre ser escrito e divulgado num jornal, por exemplo, mas vai chegar a muitos destinatários, tão logo eu o publique. Essa é a velocidade.

Você precisa se manter vivo na rede, caso contrário, alguém vai fazer esse papel por você

Construa autoridade na internet ou ela te devora - Você precisa se manter vivo na rede, caso contrário, alguém vai fazer esse papel por você | pixabay

E da mesma forma que a informação verdadeira, a falsa ou distorcida chega do mesmo jeito e o que era um evento simples e até corriqueiro pode se transformar num imenso transtorno. O fator que muda é o da velocidade e esse é o “x” da questão.

A imprensa em especial se perdeu exatamente porque quis acompanhar a internet, quando deveria ser o contraponto, a referência, de modo a poder oferecer uma versão um pouco mais verossímil de qualquer fato ocorrido na sociedade.

Usar a internet em vez de navegar na corrente, usando a mesma falta de apuração que qualquer cidadão, bem ou mal intencionado tem quando pega seu smartphone e registra e divulga qualquer acontecimento sem se preocupar em apurar. A síndrome do “furo de reportagem”.

Concorrer com todos os participantes da rede, fez com que a imprensa se igualasse aos fabricantes de carruagem quando do surgimento do automóvel. (Leia Miopia em Marketing de Teodore Levitt)

A “Era da Comunicação” deixou o bom senso no século passado e vai deixando seu rastro de destruição.

Só para lembrar, se acontecesse hoje, o caso da “Escola Base”, seus donos estariam mortos no dia seguinte. E como se sabe, eles eram inocentes. (pesquise no Google)

Uma reportagem mal conduzida pode acarretar danos imensos ao participante, exatamente pela síndrome do “furo”. As pessoas pegam um trecho pretensamente engraçado, trágico, curioso e o transformam no que se conhece como “meme” e uma legião ensandecida, replica e multiplica em quantidades incontáveis o que pode estar completamente fora do contexto. A mancha vai ficar para sempre.

Contra esses desastres existe a “criação da autoridade” na rede, pois em tempos de internet, nada é pequeno ou insignificante, nada pode ser subestimado. As informações ficam conhecidas muito mais rápido do que compreendidas, confirmadas ou negadas e dificilmente e quando não, eternamente incorrigíveis.

Quando e se acontece um evento, o contraponto já está firmado nos mecanismos de busca e assim fica um pouco mais fácil gerenciar a crise, embora ela se instale prontamente.

Criação de autoridade na rede

É o registro da sua trajetória, seu trabalho, suas publicações, seu conteúdo, na medida em que acontecem, para que fiquem registrados e localizáveis pelos mecanismos de busca.

Uma vez registrados, sempre se poderá conferir as datas e a natureza da informação de modo que se possa confrontar eventuais informações conflitantes.

Sim, você precisa se manter vivo na rede, caso contrário, alguém vai fazer esse papel por você sem que se possa ter controle sobre os resultados.

Aos leitores

Por muito que se tenha dito, fica o alerta para que se tenha uma postura na internet que inclua a checagem de qualquer fato e seu contexto, ouvir e ver mais de uma fonte, de preferência contrastantes.

- Qual a intenção por trás dessa informação?

- Por mais que pareça verdadeiro, duvidar primeiro e averiguar.

- Lembre que algorítimo não tem sentimentos.

- Hoje você achou engraçado, amanhã ou até antes do almoço, a piada pode ser você.

- Não se ganha nada compartilhando coisas com as quais você não teve contato, não sabe do que se trata, não percebeu o contexto em que aconteceram.

- Não assassine reputações pelo simples “prazer” de participar da “brincadeira”.

- Sempre tem alguém olhando. A Justiça aceita print de tela como prova.

- Assista este vídeo até o fim e pondere qual dos personagens é você.

Pedro Reis é jornalista, ambientalista e artista plástico. Editor do FarolCom e do FarolCom Inteligência

FarolCom Inteligência Política
Rua Tomazinho Rezende, 1330
Uberlândia - MG
34-3234-7465
34-9-9129-1547 - whatsapp
34-9-8842-4861