quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

Cada dia desperdiçado agora vai fazer toda a diferença na eleição

Os números do próprio Tribunal Superior Eleitoral, mostram o crescente desinteresse do eleitor e a pulverização do voto. Acreditar que falta muito tempo para preparar sua candidatura é um grande erro. O processo eleitoral é dinâmico e permanente e não se limita a pedir voto e esperar pelo resultado. É uma atividade diária e interminável

Se você tem a pretensão de concorrer ao pleito de 2020 e ainda não começou seu trabalho para mostrar aos eleitores que você é uma opção concreta e verdadeira, acelere o passo. O tempo voa

Cada dia desperdiçado agora vai fazer toda a diferença na eleição - Se você tem a pretensão de concorrer ao pleito de 2020 e ainda não começou seu trabalho para mostrar aos eleitores que você é uma opção concreta e verdadeira, acelere o passo. O tempo voa | xaviandrew/pixabay

O que a internet pode fazer por uma campanha de sucesso?

A internet não será a salvação da lavoura. Ela será uma ferramenta importante, mas são necessárias outras ações em primeiro lugar.

Portanto se você tem a pretensão de concorrer ao pleito de 2020, quando serão eleitos prefeitos e vereadores e ainda não começou seu trabalho para mostrar aos eleitores que você é uma opção concreta e verdadeira, acelere o passo. O tempo voa.

Por outro lado, hoje e cada vez mais, um candidato de sucesso precisa reunir três características fundamentais:

Você precisa ser conhecido
Você precisa ser reconhecido como liderança
Você precisa ter uma história e que esteja alinhada aos interesses sociais

Sem esses três atributos, você vai desperdiçar tempo e dinheiro.

Campanhas eleitorais antigas custavam muito caro, davam margem para a corrupção (compra de voto) e geravam poluição sonora, visual e ambiental. Outro fator é a completa impessoalidade na relação político X eleitor. Quantos dos seus eleitores você conhece pelo nome e de quantas demandas sociais efetivas você tem plenas informações?

As campanhas dentro do cenário que se desenha nos últimos três pleitos mostram que os candidatos estão numa corda bamba. O mundo mudou.

Agora você também vai precisar de disposição para se relacionar diretamente com as pessoas, ouvir as pessoas e ter a humildade de mostrar as limitações do cargo que você pretende ocupar.

Vai precisar construir autoridade na vida real e na internet, deixando registrado tudo aquilo que estiver fazendo e em consequência se tornar vitrine permanentemente.

E principalmente falar sempre a verdade.

Números eleitorais interessantes em Uberlândia nas últimas três eleições

Candidatos por vaga - Aumento da disputa

341 candidatos em 2008 para 21 vagas
16,23 por vaga

651 candidatos em 2012 para 27 vagas
24,11 por vaga

687 candidatos em 2016 para 27 vagas
25,44 por vaga

Nulos, brancos e abstenções - Aumento do desinteresse do eleitor

2008 - 83477 para um eleitorado de 396682
21,04%

2012 - 100724 para um eleitorado de 444792
22,64%

2016 - 140057 para um eleitorado de 478250
29,28%

Votos válidos que não elegeram - Votos perdidos pelos eleitos

2008 - 220118 - 70,27% de um total de 313205
2012 - 248418 - 72,20% de um total de 344068
2016 - 249183 - 73,68% de um total de 338193

Votos válidos que elegeram - Diminuição da representatividade

2008 - 93087 - 29,72% de um total de 313205
2012 - 95650 - 27,79% de um total de 344068
2016 - 89010 - 26,31% de um total de 338193

Média de votos dos eleitos*

2008 - 4432 votos por eleito
2012 - 3542 votos por eleito
2016 - 3296 votos por eleito

*Significa que mais candidatos tiveram somas expressivas de voto e não foram eleitos por conta do sistema de apuração.

A tendência é que esses números sigam em progressão, tornando a tarefa de ocupar um cargo no legislativo municipal muito mais difícil.

A partir de agora você terá 2 anos e 10 meses para trabalhar o seu eleitorado e dar visibilidade para as causas que você defende desde que elas estejam alinhadas com os interesses sociais.

E você vai investir muito menos dinheiro para consolidar esse esforço operacional. Vai ter votos verdadeiros, limpos, com nome, endereço e telefone, vai ter uma base sólida com a qual trabalhar e ser realmente reconhecido como representante legítimo da população. E o mais importante, não vai depender do voto de terceiros, nem de trocar favores por apoio o que em geral acaba por inviabilizar um eventual mandato.

A internet vai ter um papel preponderante nessa jornada, mas ela vai precisar refletir suas ações.

A primeira parte do trabalho é atender aos três primeiros tópicos:

Você precisa ser conhecido
Você precisa ser reconhecido como liderança
Você precisa ter uma história e que esteja alinhada aos interesses sociais

A segunda parte do trabalho é construir sua autoridade dando visibilidade às suas ações publicando num blog próprio ou site, tanto o seu pensamento quanto as demandas do grupo social ao qual você pertence e que comunga de suas ideias. Estabelecer um ou mais canais de comunicação direta e frequente com esse público

A terceira parte é utilizar as redes sociais para dar publicidade dessas ações.

Exatamente nessa ordem.

- Se você está exercendo um mandato de vereador, nosso trabalho vai aprimorar e fortalecer suas ações para uma possível reeleição.

- Se você não conseguiu ser eleito na eleição anterior, nosso trabalho vai aprimorar sua rotina de trabalho, dar visibilidade às suas ações e aumentar muito suas chances de ser eleito.

- Se você não se lançou candidato, mas tem as qualidades citadas, disposição e pretensões políticas, nosso trabalho vai dar a diretriz para uma campanha bem feita.

Se como nós, você quer um Brasil melhor, governado com responsabilidade e ética, justo para todos os brasileiros e está preparado para enfrentar esses desafios, nós somos o parceiro operacional que você precisa.

Pedro Reis é jornalista, ambientalista e artista plástico. Editor do FarolCom e do FarolCom Inteligência

FarolCom Inteligência Política
Rua Tomazinho Rezende, 1330
Uberlândia - MG
34-3234-7465
34-9-9129-1547 - whatsapp
34-9-88424861